Bloqueio de copias

analytics

Mostrando postagens com marcador Coisas que você precisa saber antes de escolher o seu corset. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Coisas que você precisa saber antes de escolher o seu corset. Mostrar todas as postagens

06 setembro, 2014

Conseguirei vestir o meu corset sozinha?

Sim você consegue vestir facilmente o seu corset sozinha.

As peças modernas são feitas com um tipo amarração que facilita para que a própria usuária vista a peça sozinha, não sendo necessário pedir ajuda a ninguém.

A área de regulagem fica na altura da cintura, de forma que você consegua distribuir facilmente a pressão, depois de amarrado é só ir puxando com os dedo e ir folgando a parte superior a do tórax e inferior, a do quadril, fazendo com que a área de maior pressão seja apenas a região da cintura

Abaixo a imagem de uma moça ajustando o seu corset com os elos de regulagem ao meio da peça.


Em peças antigas podemos notar que a amarração era feita na parte superior ou inferir, e muitas sequer possuíam busk, as peças era muito pequenas sem muita sobra de cordão então a amarração tinha que ser refeita toda vez q a moça precisasse vesti-lo e isso fazia com que fosse impossível que a própria pessoa se vestisse sozinha, bem isso além da quantidade de peças de roupa e armações de saia, mas isso é de proposito pois era de bom tom que uma moça tivesse uma criada para auxilia-a nessas tarefas...

E isso não é mais um costume que faz parte da nosso cotidiano atual não é mesmo?

Segue abaixo um dos exemplos mais famosos em que todos pensam quando surge a dúvida se é possível ou não vestir um corset sozinha. No caso, jamais a Scarlett O'hara conseguiria se vestir sozinha pois a amarração do seu corset, não ficava no meio da peça, o laço era feito na parte inferior, e pela imagem da para perceber que a sua criada está refazendo a amarração e nem chegou la ainda, todas as vezes que ela precisasse vestir ou tirar o seu corsets toda a amarração teria que ser refeita e desfeita.
Bem trabalhoso não é mesmo?



Então não se preocupem que pois vocês irão conseguir vestir a o corset sozinhas, basta um pouquinho de prática e tempo para que a tarefa se torne fácil.




28 agosto, 2014

Como saber se a peça é um corset de verdade?

De alguns anos para cá desde quando o corset veio ganhando fama e voltou ao guarda roupa feminino, muitas peças são vendidas por aí como corsets e na verdade não são.




Como vou saber se a peça é um corset de verdade?

Ha algumas regras básicas como ter a amarração nas costas para permitir a regulagem, se feito com os materiais apropriados e a mais importante é modelar a cintura, se o caimento da peça é reto e deixa a silhueta da pessoa parecendo um tubo, fuja dela .
E não é porque tem a regulagem nas costas que a peça serve em qualquer tamanho. Corsets não são tamanho único, nenhum corpo é exatamente igual a outro, uma pessoa com 1,50m de altura pode até ter as medidas horizontais iguais a uma pessoa de 1,80m, mas com certeza as medidas de altura da peça não são iguais, elas sempre variam. Por isso trabalhamos com peças sob medida.


Não é porque tem busk e barbatanas de aço que automaticamente uma peça se torna um corset.

Apesar de serem impostantes, não são apenas essas coisas que fazem a peça ser um corset, mais importante do que isso é a peça ter uma boa modelagem, ser bem feita, ter uma boa estrutura e ser capaz de modelar a cintura, corsets obrigatoriamente modelam a silhueta. Quem confecciona precisa conhecer a peça e saber e muito bem o que está fazendo.


Não é o fato de estar sendo vendido pronto que faz a peça deixar de ser um corset

Vamos lá, isso é um mito que vejo as pessoas repetirem muito em grupos e sem pensar muito sobre...

Primeiramente vamos ao porque não vendemos corsets prontos... Porque cada corpo é diferente um do outro principalmente nas medidas de altura da peça, então é muito complicado achar uma dona ideal para uma peça pronta e ela não pode ser vendida para qualquer pessoa. Muito raramente até colocamos a venda peças prontas que são de mostruário do ateliê ou que usamos para fotografar, mas é muito raramente mesmo, isso acontece quando ha troca de coleção e precisamos de espaço no ateliê para modelos novos, outros ateliês também fazem o mesmo. E isso não quer dizer que a peça deixou de ser um corset só porque ja está pronto.
O fato é que da bastante trabalho vender essas peças prontas, pois às vezes algumas clientes que se interessam não possuem as medidas ideais, e tenho que ser muito sincera em dizer quando a peça não serve para elas e recusar a venda pensando no próprio bem estar da pessoa.

E muitas vezes quando falamos de peças prontas, há casos de lojas que mantém estoque grande de peças produzidas a baixo custo, esse baixo custo seria devido a troca dos materiais ideais que são caros, por materiais inferiores de baixa qualidade, isso pode ocorrer tanto ao que ser refere à tecidos, quanto aos metais, quando são os metais ja passa a ser algo bem preocupante, pois ja vi peças feitas com talas de aço extremamente duras ou aquelas que médicos usam para ataduras, algumas até mesmo com as pontas sem lixar, apenas enroladas em fita crepe, e isso pode machucar ou prejudicar a coluna da pessoa, e definitivamente não são os materiais ideais.
Então talvez quem ache que não existe corset pronto esteja pensando nesses casos, o caso é que a maioria dos ateliês de corsetmakers responsáveis, assim como o nosso prefere não trabalhar com peças prontas para poder focar em qualidade e não em quantidade.

Então resumindo... O fato de uma peça ser ou não um corset está em como ela foi feita, se a modelagem é boa e os materiais são ideais e de boa procedência e qualidade.


Usar corset não doi.

Não, um corset não tem que causar dor para fazer efeito, dor não é algo normal é um aviso do corpo que algo de errado está acontecendo, então se isso está acontecendo não ignore e verifique oque ha de errado.


A escolha do modelo depende da intenção de uso.

Existe uma infinidade de modelos, tanto para uso diário quanto ocasional, a sua escolha vai depender de qual seria a intenção de uso, em nosso site explicamos isso nas categorias dos modelos.


Para outras duvidas navegue nos links aqui no blog e vite o nosso site ou consulte o FAQ em nosso site.

03 maio, 2014

A diferença entre couro natural, sintético e ecológico


Com uma grande frequência vejo pessoas chamarem couro sintético de couro, “ah eu tenho uma peça em curo”, e quando vou ver não é couro é coro fake e há uma grande diferença entre o curo sintético, ecológico e o natural, ao começar pelo preço, logo mais abaixo irei listar e explicar melhor essas diferenças.

Couro natural sintético e ecológico não são a mesma coisa.

Couro natural - De origem animal, como por exemplo a vaca, cabra, avestruz...
Ele costura ser bem mais caro com relação aos outros dois  por possuir uma qualidade e durabilidade maior, porem ainda sim necessita de certos cuidados para que essa durabilidade seja prolongada .

Ilustração do formato de uma peça de couro

 Ilustração do animal


Couro sintético - A peça chamada de de couro sintéticos se trata de um laminado com um tipo de substrato (tecido ou não tecido), geralmente derivados de petróleo. Há  várias formas de fazer esse laminado. Normalmente eles são cobertos com materiais como o poliuretano (PU). Há empresas que o fazem com tamanha perfeição que para leigos, é possível sim confundi-los com couro.

Couro ecológico - Não é a mesma coisa que couro natural e nem o sintético, o termo “couro ecológico” é usado pela indústria para dar nome a produtos feitos de um laminado de borracha natural, ou seja: não é o mesmo material dos ditos “sintéticos”, mas também não têm origem animal.


Cuidados ao guardar.

O grande vilão desse material sem duvidas é o mofo, ocasionado pela falta de uso e armazenamento e lugares úmidos, então guarde a sua peça com um saquinho com sílica ou qualquer outro produto que evite mofo, e mesmo que demore a usa-la tire-o do armário vez ou outra para limpar e coloque-o para arejar, não use produtos que possam danificar o material, antes de usar tenha certeza se aquele produto é realmente indicado para o material, e o não exponha diretamente ao sol, para o curo natural algumas pessoas usam hidratante de pele para hidrata-lo.

Jamais deixe peças de couro dobradas ou guardadas em sacos plásticos. No primeiro caso, podem surgir dobras profundas e permanentes na peça. Já o uso do plástico, ao invés de proteger, vai apenas impedir que a pele respire.

Durabilidade

Acho que não preciso nem comentar que a qualidade do couro natural é bem maior do que a dos outros dois, porem o maior cuidado é mantê-lo livre de mofo e hidratado, os outros dois tendem a ressecar e "craquelar" se mal armazenados, então tome cuidado em não deixa-lo em local abafado, que esquente muito ou seja úmido, tire do armário de vez em quando e coloque para arejar, não exponha diretamente ao sol.
Isso de "craquelar" ja não acontece com o couro de verdade, então sempre dou preferencia em confeccionar corsets com eles pois a durabilidade é quase eterna, os sintéticos não são os meus favoritos e sempre tento alertar as clientes com relação a isso, para ser bem sincera prefiro não usa-los.


24 janeiro, 2014

Onde ficam as áreas de medidas para corsets?

Cintura

Com as pontas dos dedos apalpe e localize o ponto mais alto do osso do seu quadril e a parte inferior das suas costelas, a sua cintura fica entre esses dois pontos. (conforme mostra a figura abaixo)

Não considero umbigo sendo um bom parâmetro para encontrar a cintura, ja que a altura dele pode variar de uma pessoa para outra, assim como "dedos" não são unidades de medidas, por haverem dedos finos e dedos gordinhos, cujo a mesma medida poderá dar quatro para um e dois para outro, medidas confiáveis são tiradas em centímetros, essa é a unidade de medida que usamos aqui no Brasil.


Na segunda imagem (abaixo) é possível visualizar mais fácil onde exatamente seria a parte inferior das costelas que comentei aí acima, é um pouco abaixo dessa parte que na foto está mais saltada que estarão as costelas flutuantes, que tem esse nome por não terem ligação com o externo, como eu até ja havia explicado ha um bom tempo atrás no link de duvidas, mas estou recapitulando a informação.

Porem caso a pessoa seja bem gordinha essa visualização pode não ser tão aparente, outra possibilidade é o acumulo de gordura abdominal dar a falsa impressão de que a cintura é mais alta do que realmente é, ou a pessoa não conseguir perceber por ter um corpo no formato oval ou retangular (veja os formatos de corpos na na ultima imagem do tópico), então você terá que ir apalpando com as pontas dos dedos para encontrar.


Não confeccionamos corsets para redução de tórax, pois isso não é aconselhado, esse é o principal motivo pelo qual sempre estamos batendo na tecla de que corsets precisam ser feitos sob medida, pois nenhum corpo é idêntico a outro, as medidas verticais e horizontais sempre costumam variar de uma pessoa para outra, dependendo da altura delas, mas a cintura sempre fica no mesmo lugar de acordo com as proporções de cada uma, conforme ja comentei.
Para pessoas baixinhas as medidas verticais são mais curtas e para as altas são maiores. Uma pessoa de 1,50 pode até ter medidas de cintura, quadril e tórax muito parecidas com alguma outra pessoa de 1,80m, mas as duas jamais terão as mesmas medidas verticais, se uma usasse a peça da outra ela estaria pressionando os local errados
, e é com isso que é preciso tomar muito cuidado.

Corsets não impedem as pessoas de respirar, a menos que esteja totalmente fora das suas medidas dela, nesse caso sim causaria desconforto e se usado diariamente poderia ser até prejudicial a sua saúde, portanto cuidado, se a sua peça for antiga e sua proporção corporal aumentou, ela ja não é mais ideal para você, não use mais a peça e solicite uma reforma.

Peças feitas nas medidas corretas e usadas de maneira consciente e responsável por pessoas saudáveis, não irão lhe causar dano algum. 

Costelas flutuantes 

São os últimos pares de cada lado, como o demonstrado na figura abaixo, e que não estão ligadas ao externo, são elas que os corsets moldam pois são flexíveis. (são as que não estão grudadas na caixa torácica) 

Para ser algo seguro a peça  precisa ser feita nas suas medidas, sem reduções absurdas, e é por esse motivo que não é a cliente que determina a redução que ela quer, mas é feito um calculo em cima das medidas exatas de cada cliente, por isso é importante que você informe exatamente oque sair na fita métrica, sem tirar nem por nenhum centímetro, pois é dentro daquilo que for informado é que serão feitas as reduções no molde e se você informar a menos faremos iremos reduzir mais do que deveríamos e a sua peça não irá servir. 



Ao vestir o corset

Ele não deverá atrapalhar a sua respiração, para isso você precisa posiciona-lo e ajusta-lo corretamente ao corpo, apertando menos na parte do cima e na de baixo, deixando mais frouxo no tórax e dando foco na cintura, a região do quadril também deve ser ajustada de forma correta, apenas justa e não extremamente apertado.

Ao decorrer do dia você poderá ajusta-lo conforme a necessidade, apertando mais se sentir que está muito frouxo ou afrouxar se sentir que está muito apertado, o importante é que dentro do possível você se sinta confortável.



As áreas consideradas para medidas

As principais áreas que consideramos para a circunferência das medidas horizontais são as que estão marcadas no exemplo da figura abaixo.

De cima para baixo são:
Busto - circunferência dos seios na altura do mamilo, meça vestida com o sutiã.
Tórax - circunferência da região abaixo dos seios, tem que medir bem grudado aos seios.
Cintura - acima da bacia e abaixo da parte inferior das costelas mais aparentes, local onde estão as costelas flutuantes.
Bacia - não é a medida do bumbum é o osso da bacia que fica bem acima.




Obs: Para as encomendas as informações de medidas precisam ser completas então também pedimos as medidas verticais, conforme mostra a imagem em nossa site. www.lasorciere.com.br/loja/como_tirar_as_medidas



Formatos de corpos

O caimento do mesmo modelo em pessoas diferentes poderá estar sujeito a variações, isso porque existem formatos diferentes de corpos, mas continuo reiterando as cinturas não sofrem variação de local por conta disso.

Portanto o caimento do seu corset pode não ficar exatamente como ficou o da sua amiga, com uma cintura tão vincada, e vice e versa, ou tão longo ou tão curto quanto você viu na foto, oque não significa que a peça esteja com defeito, mas que ela foi feita com a altura ideal para você de acordo a a sua estatura, em uma redução saudável e ideal dentro das sua proporções.

Mas no final com paciência e empenho todas acabam alcançando os seus resultados dentro de seu proprio tempo, e conforme o uso se vai conseguindo apertar um pouco mais e deixar a cintura mais marcada, até chegar a hora da primeira reforma ou compra de outro corset.





















Espero com essa postagem ter esclarecido algumas duvidas de vocês.

Sempre que tiverem duvidas ou sentirem alguma insegurança com relação a maneira de se tirar as medidas e se elas estão sendo tiradas nos locais corretos entrem em contato por e-mail para receber auxilio que terei prazer em orienta-las.

*******************


17 janeiro, 2014

Corset, corpete e Corselet não são a mesma coisa

Não são raras as vezes que vejo as pessoas se confundirem quando vão se referir a corset, chamando de corselet ou de corpete, não estou dizendo que se você falar errado irá passar vergonha, isso é o de menos,  e você não vai, pois se estiver falando com alguém que use e entenda a diferença o máximo que vai acontecer é ela dizer "é corset", e lhe explicar a diferença, o problema mesmo de você não saber a diferença é acabar sendo enganada por alguma vendedora "espertinha" que só quer saber de ganhar dinheiro mesmo sabendo que a peça que vende não é ideal para o que você espera conseguir que é a redução de medidas.

Então vamos explicar a diferença entre uma coisa e outra... Tentarei ser breve, por mais que eu goste de escrever.


Corset - Não está errado se referir a peça como espartilho, pois esse teoricamente seria o seu nome em português, porem como no Brasil nunca houve uma cultura muito forte de uso de corsets, apesar de haverem registros de anúncios em jornais de que no inicio do seculo XX, em São Paulo ja existiam ateliês especializados em corsets, que também confeccionavam lingerie sob medida, o triste é que não ha imagens dessas peças, só os registros dos anúncios...
A nomenclatura espartilho gera uma uma grande confusão na cabeça dos brasileiras com peças de lingerie, que nada tem a ver com os corsets, então é por isso que damos preferência em chama-los de corsets e mostrar que é algo totalmente diferente.

Os corsets possuem um grande diferencial, sempre são feitos em tecido plano, isso significa que é um tecido que não estica, pois eles precisam ser bem firmes e não ceder, e para isso possuem varias camadas de tecidos, e uma boa estrtuturação que os deixam bem encorpados, são usadas barbatanas de aço de dois tipos, uma delas chamamos de flat, que são uma especie de fita de aço, e vai na parte da frente prpximo ao busks, para chapar a barriga e nas costas para dar firmeza a parte da amarração, e a outra é a espiralada que vai em todas as parte da peça que precisa se moldar as curvas do seu corpo. (leia mais sobre os materiais), e o busk é o fechamento frontal, que se trata de uma fita de aço inox com os fechos rebitados nela, essa peça ja vem pronta de fabrica, nós apenas encomendamos nas medidas que precisamos.
Um corset não pode ser feito totalmente com barbatanas flats, isso causaria extremo desconforto para quem usa, e também não é ideal que seja feito inteiramente com barbatanas espiraladas, pois o tecido iria enrugar e fazer dobras, oque não seria bonito esteticamente falando. 


O principal intuito de um corset é o de modificar a silhueta da cintura de forma permanente, curvando as costelas flutuantes que são flexíveis, permanente para praticantes de tight lacing (leia mais sobre o tight lacing), e momentaneamente para usuárias adeptas apenas ao uso esporádico, mas mesmo as usuárias esporádicas poderão ver algumas mudanças ao longo do tempo de uso, logicamente não tão significativas quanto para as praticantes de tight lacing.
Ao lado está um corset confeccionado pela La Sorciére corsets.


Corselet e corpete - São peças bem mais leves, com pouquíssima estruturação, apenas inspiradas nos corsets antigos, sem a capacidade de realizar mudanças na silhueta em seu corpo, essas peças apenas se moldam a ele.  Mesmo alguns sendo mais apertadinhos, não possuem o básico, que é a modelagem e a estruturação de um corset, e o grande segredo de um corset é a sua modelagem, o resto conta também mas uma boa modelagem é o primordial, sem isso é impossível ele cumprir a sua função.
A grande maioria dos corpetes e corselets possuem barbatanas de plástico, silicone, acrílico, ou nenhuma (como é o caso da peça ao lado), podem ser feitos em tecidos que estique ou não dependendo do modelo e do tipo de fechamento que ele terá.

Corselete também é a nomenclatura mais ideal para as peças de lingerie.

Ao lado está a foto de corpete em brim com elastano e zíper nas costas, sem nenhum tipo de barbatana, fiz essa há muitos anos atrás, pelo menos ha uns 9 ou 10 anos, para uma antiga marca que eu tinha, de confecções de peças bem variadas. Atualmente não trabalho mais com esse tipo de peça, pois desde 2007 anos que criei a La Sorciére corset e mudei totalmente o foco do meu trabalho apenas para corsets, e por falta de tempo e para não confundir ainda mais as pessoas já não confecciono mais nada que fuja desse contexto.


*********

11 janeiro, 2014

Quanto custa um corset?

Para um pedido de orçamento essa é um pergunta muito vaga.

Sem que a cliente tenha em mente ao menos o modelo que quer não tenho como passar valores, pois existe uma infinidade de tecidos e aviamentos possíveis e dos mais variados preços, assim como modelagens mais simples e outras ultramante complexas, que logicamente fazem o valor final das peças variar tanto para menos quanto para mais.

O básico são modelos underbust, waist cincher, midbust, overbust com bojo, overbut sem bojo e waspie corset (esse não caiu muito nas graças das brasileiras, por ser muito curto em sua extensão geral, não se adéqua ao biotipo da grande maioria de nós brasileiras, pois para usa-lo é necessário ser muito magra, no  padrão modelo, com manequim 36 no máximo, então só confeccionamos para quem estiver nesse padrão), depois disso ha outras variações que dizem respeito a algum tipo de detalhe e recortes de modelagem bem específicos.

Tenha em mente que uma peça feita em tecidos nobres logicamente custará mais do que uma em sarja e outros tecidos mais comuns e quanto mais trabalho manual a peça tiver, como por exemplo bordado, aplicação de renda, mais trabalhosa ela será e isso influi em seu valor, assim como tecidos importados e materiais de luxo como swarovski, também custam mais.


Preciso de parâmetros para fazer a pesquisa de tecidos possíveis e calculo de valores, como... 

Qual será a utilização da peça, uso diário ou alguma ocasião especifica?
Para uso diário as opções são as mais simples possíveis e os modelos recomentados são só dois ou é underbust ou cincher, ja pata uso casual a cliente tem um leque maior de opções tanto para modelos quanto para tecidos.

Se for uma peça de uso casual qual o estilo e tecidos que chegou a cogitar? 
Não tem impotência que vocês não entendam de tecido mas me passem o máximo de dados possíveis sobre o seu estilo e oque gostariam que passarei um orçamento variando os tecidos possíveis para a ideia.

Quais as suas medidas?
Pois as possibilidade de modelos podem ser mais especificas e restritas dependendo do manequim da pessoa, e no caso de peças em tamanhos grande os valores também variam para mais, pois geralmente aumentamos a estruturação, o número de painéis e barbatanas.

E se você colocar menos barbatanas, o meu corset vai custar menos?
Não é bem assim que a coisa funciona...
A sua peça precisa ter a estruturação necessária para as suas medidas e também ao número de painéis que ela tem, oque vai definir isso é a modelagem da peça, e simplesmente usar menos barbatanas não fará o valor final diminuir muito ja que ha uma média de valores específicos para o trabalho a ser feito e isso não vai variar, então se isso fosse realmente possível o valor de desconto seria ínfimo e ainda prejudicaria a estruturação do seu corset.

Se eu pedir um modelo sem busk ele irá me custar menos?
Isso sim, ja que o busk é um dos materiais de maior valor em um corset. Porem ja vou avisando que peças sem busk são mais difíceis para se vestir, e requerem mais paciência e habilidade, pense nisso antes.
Mas caso você compre sem o busk e se arrependa depois é possível pedir para por, pagando a taxa referente ao busk, ao trabalho.
Leia também o nosso link sobre os prós e contras dos tipos de fechamento frontal..

Eu posso mandar o meu próprio tecido?
Sim, nesse caso descontaremos o valor que seria referente ao tecido que usaríamos no modelo que você escolheu, que não necessariamente será o preço que você pagou no seu tecido.
Para tecidos com 1,40m de largura pedimos 1m e para importados com 80cm de largura pedimos 2m.


Em nosso Facebook ha varias sugestões de aviamentos e tecidos para que vocês tenham ideias para criações de modelos. Curtam a nossa página.

www.facebook.com/lscorsets





29 setembro, 2012

Coisas que você precisa saber antes de escolher o seu corset

Todos os corsets da La Sorcière são estruturados, resistentes e possuem a capacidade de modelar o corpo. Porem quando se fala em tight lacing automaticamente você está se referindo ao treino e não a peça em si, dizer "quero praticar tight lacing" significa que você pretende fazer o uso diário da peça, e nem todos os modelos são feitos para serem usados diariamente, ou  por conta do modelo não ser destinado a esta finalidade ou por o tecido não ser ideal.


Então primeiramente para escolher o seu modelo de corset com maior liberdade, você precisa decidir se quer praticar tight lacing ou não.


Mas então como vou saber que corset serve para a pratica de tight lacing? 
Modelos para uso diário precisam ser básicos, sem adereços que possam vir a se danificar como tecidos que puxem fio ou adereços que possa lhe machucar como rebites e fivelas.
Overbust (modelo que cobre o busto) não são para serem usados todos os dias, assim como modelos com muito brilho, com renda fina ou outros tecidos delicados, como o cetim, tecidos flocados ou seda, assim como o couro e verniz.

E então para que servem tais modelos? 
Servem para alternar o uso, para que você não tenha que usar sempre a mesma peça surrada de todos os dias para todas as ocasiões. Você pode usá-los para ir a festas, baladas, compor um look com algo mais elegante...
Também ha casos em que a peça é feita com finalidade ortopédica, seguindo orientações medicas, para este caso em especifico o cliente precisa avisar assim que fizer o contato conosco e precisaremos saber quais foram as instruções medicas para poder segui-las.

Então posso comprar um corset para tight lacing feito sob medida e um modelo chines baratinho para compor um look, que é tudo a mesma coisa?
Não, não é a mesma coisa.
Além destes modelos não proporcionarem um caimento harmonioso, deixarem o corpo sem cintura e com um aspecto de tubo, devido a estrutura corporal das orientais ser bem diferente das formas das brasileiras, a matéria prima costuma ser muito inferior e muitas dessas peças estragam rapidamente.

Adquirir um modelo pronto, fora das suas medidas, poderá ser até prejudicial a sua saúde, por haver o risco da peça pressionar áreas inadequadas, prender a circulação das pernas, ou lhe obrigar a apertar mais a parte superior para compensar a diferença de medida, oque irá prejudicar a sua capacidade de respiração e ocasionar em problemas futuros. Ou seja o barato pode acabar lhe causando um grande prejuízo, não somente financeiro.


Quando um modelo é feito exclusivamente para você, para que a modelagem seja adequada são feitos vários cálculos para a distribuição de medidas e reduções ideal para o seu corpo, a peça será feita em um comprimento também de acordo com a sua estatura, pois nenhum corpo é exatamente idêntico a outro, oque você já deve ter percebido algumas vezes, ao ir em uma loja e comprar uma peça de roupa e um determinado manequim, mas em outra loja ter que levar um tamanho totalmente diferente, pois mesmo quando ha um padrão ainda ha exceções para ele.
Por isso não trabalhamos com padrões, para cada cliente é um molde diferente, o ideal é a peça ser sob medida.

Terei que praticar exercícios?
Sim, a pratica de tight lacing é uma opção, nem todas as usuárias de corsets são praticante de tight lacing, mas quando se opta pelo uso diário obrigatoriamente você terá que praticar exercícios abdominais para fortalecimento do tônus muscular, pois com o uso prolongado os músculos são poupados e trabalham menos. Leia também este link

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...